domingo, 8 de julho de 2012

Rap da Verdade

E quando cansou de ser galã, e de ir atrás da mulherada
Veio tipo cão sem dono pedir perdão pra namorada
Esqueceu que ela sentiu a faca no peito de ser traída e humilhada
E que no outro dia toda família ainda viu o cara na rua com outra de mão dada
Ninguém precisa de falsidade e arrependimento de fachada
Na minha conversa o papo é reto, sinceridade na levada
Me viu chorando há um tempo atrás, achou que ia me ver despedaçada
Te trago más novas, eu levantei, estou de pé e preparada
Ao contrário do que pensa, não desacreditei, eu ando em frente na jornada
Já diria Black Alien, pra se livrar do rato, a casa não precisa ser queimada
O tempo muda as ideias e fortalece a caminhada
Caráter é ouro, coragem brilhante, se você não têm vão vale nada
Falador passa mal, fica querendo desconversar as fita errada
Se não tem cara pra assumir, eu te digo, todo mundo lembra da tua mancada
Quem perdoa é deus, eu não esqueço com que arma eu fui atacada
E mesmo cheia de raiva, é a felicidade que abre caminho pra minha chegada
Eu levei tanto soco, não vai ser dessa vez que vou ser nocauteada
Toma o teu rumo, some no mundo, que não é assim que funciona na minha quebrada
Lealdade aqui é lei, comigo é só uma vez, meu maracatu pesa uma tonelada

Um comentário: