quinta-feira, 2 de agosto de 2012

E hoje estava eu caminhando pelo centro da cidade, quando vejo um daqueles caras que ficam pintados imitando estátuas, imóvel em cima de uma caixa num sol escaldante das 3 da tarde. Eu adoro essa arte! Resolvi ir até lá pra dar um moedinha, e confesso que sou tipo criança, e também adoro esperar pra ver o que ele vai fazer! A moeda caiu, e ele se mexeu como um robô (com barulhinho de robô!) e me deu um papel com uma mensagem. Eu perdi o papel, eu não me lembro ao certo o que estava escrito, mas o título... Aquilo mexeu comigo... Um dia comum, um desconhecido no meio da rua, eu andando por aí como se não levasse dor nenhuma.
O título da mensagem estava lá em letras maiúsculas: PERDÃO.

Um comentário: