terça-feira, 2 de novembro de 2010

Acreditar

300 socos no coração não te fariam acreditar que você pudesse tomar conta de um. 300 batidas em 1 segundo te fizeram acreditar que sim. Acredite que você pode ser feliz outra vez.
Me dê a sua mão? Eu dei Caminha do meu lado? Caminhei Sorria? Sorri Chore? Chorei Sinta outra vez? Senti Confia em mim? Confiei Eu te amo Eu te amo.
Dias sonhando, noites sem sono, culpa, descoberta, desejo, segurança. Voilá! A-pai-xo-na-dís-si-ma...
QUEM DIRIA?
Quem diria que eu iria acreditar que ainda se pudesse descobrir algo bom na vida?
Seus olhinhos verdes dizendo: Acredita em mim? Acreditei.
Um tempo que passou tão rápido pro mundo, e tão lento pra mim, o amor surgindo devagarinho de cada atitude, de cada palavra, que me deram força e me fizeram acreditar que era verdade. Posso amar e ser amada.
Uma lágrima de raiva, um pedido de desculpas, uns dias sem se ver, uma conversa séria.
Um beijinho de bom dia, um chocolate de visita, um carinho safadinho, uma companhia.
Eu aprendi que a grande vantagem da vida está em acreditar no amor do outro.
Tudo diferente, mas tanta vontade de ser feliz.
Ai, ai...

Quer saber de uma coisa? Eu mal posso acreditar...

Um comentário:

L. disse...

Ahh.. que lindo!
Fico tão feliz com histórias de amor que dão certo.
E sendo você fico mais feliz ainda.
Ô, amorzinha, torço tanto por você!
Te amo grandão =*