quinta-feira, 19 de novembro de 2009

É nóis!

E eu que esperava um beijo, um abraço ou pelo menos um "senta aí, meo". Eu não tive nada disso. Eu tive apenas uma dor e um aprendizado.
Uma dor que nunca tive, a maior dor de toda minha vida, uma dor devastadora, que esmagava meu peito quase incontrolavelmente. Um aprendizado, o maior de toda minha vida, uma visão devastodara, que prendia minha mente quase incontrolavemente.
Não se brinca com a vida, não se desfaz do amor, não se perde a esperança. Nunca!
Eu seria hipócrita se disesse que era assim que eu esperava o reencontro. Mas também seria se disesse que não esperava o reencontro. O reencontro foi tudo o que mais desejei nos últimos meses. E graças a Deus, e a mais nada, ele aconteceu.
Sim, eu estou triste como nunca estive. Mas sim, tenho toda esperança e fé que ele vai progredir a cada dia, que eu vou ter os pedaços que mais tenho saudade cada vez mais perto. Só de ouvir sua risada, só de ele fingir que estava bravo e não estava... Como sempre, foi bom. E como sempre, será.
Eu vou estar aqui, e essa é única certeza que tenho dentro de mim. A certeza de que ele é uma das pessoas e lições mais importantes da minha vida.
E agora, eu sei que darei mais valor a vida, mais valor aos momentos felizes, mais valor as pessoas especiais...
Estou sofrendo demais, e aprendendo em dobro com esse menino.

CasCola, o anti-herói da minha história.

Um comentário:

L a í s ! disse...

tire desse momento só o aprendizado e a força que vc vai adiquirir pra sua vida, tente se prender às coisas boas, por mais que elas pareçam não existir.
isso vai passar, assim como tudo na vida passa.
só te desejo força nessa luta. nunca esqueça de Deus, e faça prece por ele sempre que puder.
estarei sempre aqui, mesmo.

amo =*